Crise climática: como as águas superficiais e subterrâneas a influenciam?

Recentemente, muito tem se falado sobre mudanças climáticas e a sua forte relação com a água: será que a crise climática causa dano a água ou a crise hídrica causa a crise climática? Parece até um trocadilho, mas entender a relação íntima que existe entre água e as alterações climáticas é fundamental para evitar um desastre ainda maior do que já se vê em muitas partes do globo.

As mudanças climáticas causam danos severos aos recursos hídricos e têm reflexo no ciclo da água com impactos à economia, sociedade e meio ambiente (INSTITUTO ÁGUA SUSTENTÁVEL, 2021). “A escassez de água, agravada pela mudança climática, pode custar a algumas regiões até 6% de seu PIB, estimular a migração e gerar conflitos” (INSTITUTO ÁGUA SUSTENTÁVEL, 2021; WORLD BANK, 2021).

                                        Fonte: https://cidadeverde.com/noticias/243901/falta-de-agua-deve-afetar-660-milhoes-de-criancas-ate-2040

Diversos veículos da mídia têm publicado um estudo conduzido pelo MapBiomas (2021) sobre a perda de superfície hídrica no Brasil. Os pesquisadores do Projeto de Mapeamento Anual do Uso e Cobertura da Terra no Brasil (MapBiomas) analisaram imagens de satélites desde 1985 e com ajuda de programas de inteligência artificial observaram que em 36 anos o país perdeu 15,7% da superfície coberta por água, é como se um lago do tamanho do Estado de Alagoas tivesse secado. 

O Estado de Mato Grosso Sul foi um dos mais afetados, perdeu 57% da superfície coberta de água, e a região Amazônia vem em seguida. A redução do fluxo de água na atmosfera na Amazônia devido a uma série de fatores (mudança climática, desmatamento, queimadas) tem causado sérias consequências em diversas regiões do país. Adicionalmente, das 12 grandes bacias hidrográficas do Brasil, 8 estão "encolhendo" (G1, 2021). Isso representa uma série de danos para o meio ambiente hídrico, pesca, navegação, agricultura, energia, turismo e em consequência para a economia. Não é possível viver sem água!

Sabemos da importância das águas de rios e lagos para o abastecimento humano e para manutenção de ecossistemas, mas qual a importância das águas que estão debaixo da terra: as águas subterrâneas?

Os aquíferos são os reservatórios de água mais confiáveis, armazenam 98% da água doce líquida disponível. No Brasil 52% dos 5.570 municípios são abastecidos total ou parcialmente por águas extraídas de poços. O impacto aos aquíferos pode representar danos irreversíveis para o meio ambiente, economia e sociedade.

Na Índia, a cada 30 minutos um fazendeiro comete suicídio porque seus poços secaram. De acordo com a ONU, aproximadamente 40% da irrigação global é proveniente de poços e os 60% restantes são de superfície, mas se olharmos o cálculo com mais detalhes veremos que “o uso de água subterrânea para irrigação global é de aproximadamente 70% do total (40% de poços mais metade dos 60% classificados como água de superfície)” (CHERRY AND WOOD, 2021).

O impacto das águas subterrâneas vai além. A construção de poços em Bilwi, na Nicarágua, ajudou a vencer a violência das gangues. “Apenas 20% da população consegue acessar o abastecimento de água municipal, com cursos de água públicos e riachos visivelmente poluídos. Além disso, apenas metade da população da cidade tem acesso a banheiros. Criado em 2013, um programa administrado pela WaterAid busca adolescentes que abandonaram a escola, enfrentam desafios em casa ou estão em risco de envolvimento com drogas e gangues e oferece a eles a chance de se tornarem empreendedores qualificados” (//medium.com/@WaterAidUK/plumbing-vs-gangs-e9d70c46e512">WATERAID UK, 2016). Os adolescentes aprendem as habilidades para construir poços e banheiros, de modo que o projeto lhes dá o conhecimento para estabelecer seus próprios negócios.

Outro dado importantíssimo e de grande impacto é que os continentes estão ficando mais secos porque estamos usando nossa água doce e mandando para os oceanos. 15-25% do aumento do nível do oceano é um resultado direto da água que foi transferida dos reservatórios continentais - os aquíferos - para a superfície, que acabou nos oceanos. Para que nossa economia circular funcione, temos que restaurar o ciclo da água do planeta.

Temos que abastecer a nossa “caixa d'água'', ou seja, colocar a água de volta nos aquíferos que são os reservatórios de água do planeta. 

Temos que colocar água de volta nos reservatórios se quisermos falar seriamente sobre segurança hídrica. Não só colocar de volta, mas colocar de volta em boas condições e qualidade. 

Se a superfície coberta por água está diminuindo, o que está acontecendo com a água subterrânea?

A economia mundial precisa incorporar o armazenamento de água em aquíferos muito rapidamente se esperamos ter uma qualidade de vida mínima para a população que deve chegar a 10 bilhões em 2060. Se os cursos de água superficiais são abastecidos pela água dos aquíferos através do fluxo de base, já sabemos a resposta para a pergunta!

A água subterrânea está sendo severamente consumida e não está havendo recarga na mesma velocidade, com as temperaturas mais altas a evaporação é maior e não há água suficiente infiltrando para abastecer os aquíferos. Porém, a mesma atenção não está sendo dada a esse recurso hídrico, temos que voltar a nossa atenção para ele, fazer que se torne visível!

O Instituto Água Sustentável em parceria com o Groundwater Project está desenvolvendo o Projeto Águas Subterrânea, histórias invisíveis (em inglês: Making Groundwater Visible). O projeto é um livro de fotos e textos curtos, contando histórias de comunidades que se beneficiam das águas subterrâneas e mal sabem disso. Mostrando fotos e fatos corriqueiros que as ligam às águas subterrâneas, histórias que falam ao coração das pessoas, pois todos nós temos ou tivemos uma relação invisível com as águas subterrâneas. Serão apresentadas 12 a 15 histórias de diferentes comunidades em diferentes países, com hábitos ligados a esse bem invisível. 

O material produzido terá um grande alcance nas redes sociais, com o apoio de cientistas e celebridades para essa causa nobre. Acesse e saiba mais: https://www.groundwatervisible.org

Vamos tornar as águas subterrâneas visíveis. O mundo precisa de água, de água subterrânea!

Siga nossas redes sociais para continuar aprendendo sobre os assuntos mais relevantes relacionados à água e meio ambiente: 

Siga-nos no Instagram

Siga-nos no Facebook

Siga-nos no LinkedIn

Siga-nos no Twitter

Inscreva-se no YouTube

Lista de transmissão no WhatsApp  (para entrar na lista basta informar seu nome e solicitar sua participação).

Fontes:

CHERRY AND WOOD, 2021:

https://ngwa.onlinelibrary.wiley.com/doi/epdf/10.1111/gwat.13122

G1, 2021: 

https://g1.globo.com/fantastico/noticia/2021/08/22/brasil-colapso-ambiental-pantanal-e-o-bioma-que-mais-perdeu-agua-no-pais.ghtml

INSTITUTO ÁGUA SUSTENTÁVEL, 2021: 

https://aguasustentavel.org.br/conteudo/blog/134-qual-a-relacao-das-mudancas-climaticas-com-a-agua

MAPBIOMAS, 2021: https://mapbiomas.org

WATERAID UK: https://medium.com/@WaterAidUK/plumbing-vs-gangs-e9d70c46e512

WORLD BANK, 2021: 

https://blogs.worldbank.org/water/time-adapt-changing-climate-what-does-it-mean-water?CID=WAT_TT_Water_EN_EXT

O Instituto Água Sustentável promove o uso sustentável da água através do desenvolvimento de estudos, projetos e pesquisas e da realização de eventos científicos e educativos.
2021 © Todos os direitos reservados. Versão web 3.2.