Turismo sustentável: 5 destinos imperdíveis

O turismo é um setor que tem uma grande participação no Produto Interno Bruto (PIB) e em muitos lugares ele é o principal setor que movimenta a economia, pois com ele vem uma gama de serviços como hotéis, restaurantes, lojas, shoppings, movimenta a exportação de produtos, entre outros. O setor de turismo “é responsável hoje por mais de 10% do PIB mundial e um em cada dez empregos no planeta” (VIAJAR VERDE).

 Segundo a Organização Mundial de Turismo – OMT, em 2019 foi registrado o recorde de 1,4 bilhão de viagens internacionais e a estimativa é que para o ano de 2030 esse número alcance 1,8 bilhão, e ao mesmo tempo, as receitas de exportação geradas pelo turismo cresceram para US $ 1,7 trilhão (INTERNATIONAL TOURISM HIGHLIGHTS, 2019). Mas há também pontos negativos trazidos pelo turismo, tais como o aumento das emissões de gases para atmosfera e o consequente aumento do efeito estufa, superexploração de recursos naturais, excesso de lixo, exploração de mão de obra, aumento de desigualdades, extinção de culturas.

Assim, é preciso que esse setor se torne mais sustentável, e em muitos lugares isso já vem acontecendo. O chamado turismo sustentável pondera seus atuais e futuros impactos econômicos, sociais e ambientais, mas leva em consideração as necessidades dos visitantes, indústria, meio ambiente e comunidade. O Conselho Global de Turismo Sustentável ainda salienta que “o turismo sustentável deve fazer uso otimizado dos recursos ambientais que constituem um elemento-chave no desenvolvimento do turismo, mantendo processos ecológicos essenciais e ajudando a conservar o patrimônio natural e a biodiversidade; respeitar a autenticidade sociocultural das comunidades anfitriãs, conservar seu patrimônio cultural e seus valores tradicionais e contribuir para a compreensão e tolerância interculturais; garantir operações econômicas viáveis e de longo prazo, fornecendo benefícios socioeconômicos a todas as partes interessadas que sejam distribuídas de maneira justa, incluindo oportunidades estáveis de geração de emprego e renda e serviços sociais para as comunidades anfitriãs e contribuindo para o alívio da pobreza”. 

Fonte: https://viajarverde.com.br/turismo-sustentavel/

Muitos dos principais atrativos turísticos são lugares onde há água, por exemplo praias, rios, cachoeiras, estação de ski e escaladas no gelo. Assim, fazer um turismo sustentável nesses locais é ainda mais necessário, uma vez que há exploração de um recurso essencial à vida e que pode sim ser comprometido devido a atividades turísticas. Vamos conhecer algumas dicas de turismo sustentável?

1. Tibau do Sul – Rio Grande do Norte (SEGUE VIAGEM, 2021): entrou no ranking de destinos mais sustentáveis do Brasil nas categorias meio ambiente e clima. O destaque, no entanto, foi para o Santuário Ecológico de Pipa, que abriga mais de 80 hectares de área verde preservada. Ali, os visitantes têm acesso a 16 trilhas e a vistas arrebatadoras, que revelam a beleza cinematográfica e intocada da região. De acordo com a Secretaria de Turismo de Pipa, o local se enquadra como referência de turismo sustentável porque existe total apoio e envolvimento da comunidade.

Fonte: https://thegreenestpost.com/7-destinos-rurais-que-oferecem-turismo-sustentavel-no-brasil/

2.  Reserva Mamirauá – Amazonas (THE GREENEST POST, 2021): localizada a cerca de 600 km de Manaus, na região do curso médio do Rio Solimões, a reserva abrange seis municípios: Uarini, Fonte Boa, Maraã, Jutaí Alvarães e Tefé. É nesse último que fica a sede do Instituto de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá e a Pousada Uakari, que oferece programas de ecoturismo. Entre as atividades estão passeios de barco e canoa, visitas às comunidades ribeirinhas e busca por animais noturnos na floresta.

Fonte: https://thegreenestpost.com/7-destinos-rurais-que-oferecem-turismo-sustentavel-no-brasil/

3. Rolante – Rio Grande do Sul (SEGUE VIAGEM, 2021): conta com uma natureza exuberante. A cidade entrou para o ranking dos destinos mais sustentáveis do Brasil por conta do projeto “Ambientalistas Mirins” – ação em que alunos visam conscientizar a comunidade acerca da importância da coleta seletiva – e, também, pelo estímulo ao cicloturismo.

Fonte: https://thegreenestpost.com/7-destinos-rurais-que-oferecem-turismo-sustentavel-no-brasil/

4. Bonito – Mato Grosso do Sul (THE GREENEST POST, 2021): eleito em 2013 como o melhor destino sustentável do planeta. Entre as paisagens naturais e passeios com animais da região, Bonito possui um sistema de voucher digital que controla o número de turistas nas atrações para impedir que a natureza sofra impactos negativos.

Fonte: https://thegreenestpost.com/7-destinos-rurais-que-oferecem-turismo-sustentavel-no-brasil/

5. Vale do Ribeira – São Paulo (THE GREENEST POST, 2021): o Circuito Quilombola Paulista integra sete comunidades. O roteiro é novo, foi instituído em março de 2016 pelo governo do Estado. No vale, os turistas têm a oportunidade de passear por trilhas na mata, cachoeiras, cavernas, casas de farinha, viveiros de ostras, experimentar a culinária tradicional quilombola e conhecer as tradições e histórias das comunidades.

Fonte: https://thegreenestpost.com/7-destinos-rurais-que-oferecem-turismo-sustentavel-no-brasil/

Gostou? Agora você já sabe que pode fazer turismo sustentável aqui mesmo no Brasil! Lembre-se, o mundo precisa de água e para isso temos que praticar ações que colaborem com a sua conservação e fazer uso sustentável da água. Quer receber conteúdos como esse diariamente? Siga nosso Instagram e não perca entrevistas, posts, artigos e muito mais!

Fontes:

CONSELHO GLOBAL DE TURISMO SUSTENTÁVEL: https://www.gstcouncil.org/

INTERNATIONAL TOURISM HIGHLIGHTS, 2019: https://www.e-unwto.org/doi/pdf/10.18111/9789284421152

SEGUE VIAGEM, 2021: https://www.segueviagem.com.br/destino-nacional/5-destinos-sustentaveis-do-brasil/

THE GREENEST POST, 2021: https://thegreenestpost.com/7-destinos-rurais-que-oferecem-turismo-sustentavel-no-brasil/

VIAJAR VERDE: https://viajarverde.com.br/turismo-sustentavel/

O Instituto Água Sustentável promove o uso sustentável da água através do desenvolvimento de estudos, projetos e pesquisas e da realização de eventos científicos e educativos.
2021 © Todos os direitos reservados. Versão web 3.2.